21 2461-0300

Sensores ganham espaço no mercado automotivo

Sensores ganham espaço no mercado automotivo

Dependendo do modelo do carro, muitos deles são opcionais, por isso é importante estudar a funcionalidade e pesquisar valores para saber se a tecnologia cabe no bolso. Sensor de chuva, de cansaço, de claridade, de manobra e até de anticolisão estão fazendo sucesso no mercado, pois tornam o veículo mais seguro e confortável. Os sensores ficam localizados estrategicamente nos carros, captando informações como temperatura, pressão, posição, movimento, transformam esses dados em sinais elétricos e, assim, desempenham ações adequadas àquela situação. Conheça os principais sensores e suas funções: – Sensor de estacionamento: Muito útil para quem tem problemas com a baliza, esse sensor é instalado nos para-choques e calculam o espaço e a manobra indicada para estacionar. São emitidas instruções visuais e auditivas que ajudam a evitar as temidas “batidinhas”. – Sensor de chuva: O mercado nacional já dispõe de diversos modelos com esse dispositivo que oferece maior eficiência na limpeza do para-brisa. Ele fica instalado na parte superior do para-brisa dianteiro e responde de forma rápida à presença da água, calculando automaticamente a velocidade de acordo com a chuva. – Sensor de fadiga: Importante para evitar acidentes, esse tipo de sensor alerta o motorista para uma perda de concentração a partir dos 65 km/h. Ele analisa o comportamento inicial de direção, uso do pedal e aceleração lateral. Se ele identificar sonolência é enviado um aviso sonoro e um aviso no painel. O dispositivo é importante, principalmente, para quem costuma viajar bastante e trafegar à noite. – Sensor anticolisão: Esse sensor auxilia o motorista em situações de perigo, onde há risco de colisão. Quando há muita aproximação de carros na frente, laterais e traseira, o sistema detecta e controla a aceleração e frenagem, além de emitir avisos sonoros e alertas vibratórios no lado que há o perigo. Alguns modelos oferecem o sensor de alerta que une LED’s e sistema vibratório para avisar sobre a presença de carros e bicicletas em pontos cegos. – Sensor crepuscular: Trata-se de um sistema óptico que atua com dois receptores de luz. Ele detecta a claridade do ambiente e aciona ou desliga os faróis do veículo. Com esse dispositivo, o motorista garante maior visibilidade. Geralmente ele trabalha junto com o sensor de chuva. meuautomovelsistemassolitarios2 Alguns itens vêm diretos de fábrica, mas outros podem ser adaptados em carros novos ou antigos. Por: Gabriela Rabinovici Fique por dentro: Como funcionam os sistemas de partida a frio? http://www.widmen.com.br/dicasautomotivas/como-funcionam-os-sistemas-de-partida-a-frio/ Conheça as diferenças entre câmbio automático e câmbio automatizado: http://www.widmen.com.br/dicasautomotivas/conheca-as-diferencas-entre-cambio-automatico-e-cambio-automatizado/    ]]>

Carlos

Open chat