21 2461-0300

Saiba mais sobre a mistura entre óleo sintético e mineral

Saiba mais sobre a mistura entre óleo sintético e mineral

O lubrificante pode ser sintético,  semissintético ou mineral e tem como função limpar, refrigerar e lubrificar o motor do carro, garantindo o bom funcionamento de todos os componentes. Enquanto o mineral é obtido diretamente do refino do petróleo,  o sintético é desenvolvido em laboratório com aditivos que promovem melhor viscosidade,  resistência à oxidação e maior poder de limpeza. Já o semissintético é uma mistura da base sintética com a mineral.

A tabela API, sigla em inglês de Instituto Americano de Petróleo, agrupa os óleos por classificação e hoje tem o tipo SM como o mais avançado. Quando em uma situação de emergência, o motorista puxa a vareta do óleo e está abaixo do nível mínimo,  a recomendação é não completá-lo com um lubrificante com base diferente. A mistura entre óleo sintético e mineral não é segura, pois pode ocorrer uma interação entre os aditivos de ambos com perda perda de viscosidade, prejudicando a eficiência da lubrificação. Se a mistura entre os lubrificantes foi feita, é aconselhável que o motorista siga o prazo de troca do óleo de qualidade inferior, no caso, o mineral que é de seis meses ou cinco mil quilômetros. O ideal é utilizar apenas um tipo de óleo,  da mesma marca e com especificações iguais, como recomenda o fabricante. A Widmen possui os melhores lubrificantes do mercado e equipe especializada para realizar a troca do óleo do seu carro com eficiência.

Leia mais:

Mais etanol na gasolina: qual é o efeito para o motor?

http://www.widmen.com.br/dicasautomotivas/mais-etanol-na-gasolina-qual-e-o-efeito-para-o-motor/

As consequências do excesso de óleo no motor:

http://www.widmen.com.br/dicasautomotivas/as-consequencias-do-excesso-de-oleo-no-motor/

]]>

Open chat