21 2461-0300

O que você precisa saber sobre carro blindado usado

O que você precisa saber sobre carro blindado usado

Por: Gabriela Rabinovici
Em meio a tanta insegurança e medo ao parar em cada semáforo, aumenta o interesse dos motoristas em aderir à blindagem para tornar o veículo preparado contra ataques de arma de fogo e sequestros.
No entanto, blindar um veículo não é um procedimento simples e barato, dependendo do veículo, o procedimento pode custar R$ 50 mil, por isso, uma das alternativas é adquirir um blindado usado.
Ao contrário do que muitas pessoas pensam, a compra desse tipo de carro pode compensar, mas é preciso atentar para os seguintes pontos:

– Tempo de uso:
Carro blindado é um produto com alta depreciação. Embora a blindagem não tenha um prazo de validade, quando atinge entre cinco a dez anos de uso, ela já não está mais na garantia, por isso, o preço é mais baixo. O ideal é apostar nos seminovos, até quatro anos.

– Verifique a procedência do carro:
Procure veículos cuja blindadora seja renomada e tenha referências. Solicite a descrição de todo o material utilizado, quantidade e nível de blindagem, assim como a validade da proteção balística aplicada.

– Documentação correta:
Solicite o Certificado de Blindagem emitido pelo exército que consta no documento do carro. E muita atenção, pois entrou em vigor, a exigência do Certificado de Registro (CR) tanto para pessoa física quanto para pessoa jurídica, sendo necessário renovar o documento a cada três anos. Segundo o Exército, a taxa do CR é de R$ 100, mas despachantes e blindadoras vão cobrar em torno de R$ 850 para pessoas físicas e R$ 1.250 para empresas (pessoas jurídicas) para fazer todo o processo.

– Tipo de blindagem:
Como existem diferentes níveis de blindagem, é muito importante saber bem qual o tipo que se adequa a sua situação. No Brasil existem quatro níveis de proteção de blindagem: o I, II-A, II e III-A, o último é o mais eficiente, o mais caro e o mais utilizado em carros de passeio. A proteção do III-A suporta calibres como o da Magnum.44., uma das mais comuns. 

– Revisão
O procedimento é necessário para confirmar se está tudo em ordem e se não há nenhuma área desprotegida. Sistema de direção, suspensão, vidros, portas, pneus, ar-condicionado e até acabamento interno devem ser checados com muita atenção. Com a autorização do vendedor, leve o veículo a uma empresa especializada para que seja feita a revisão completa da blindagem, além disso, não se esqueça de realizar um test drive.

Leia mais:
Entenda a diferença entre carros elétricos e híbridos:

Entenda a diferença entre carros elétricos e híbridos


Conheça as funcionalidades dos retrovisores inteligentes:

Conheça as funcionalidades dos retrovisores inteligentes

Carlos

Open chat