21 2461-0300

Entenda a diferença entre os tipos de combustíveis automotivos

Entenda a diferença entre os tipos de combustíveis automotivos

Por: Gabriela Rabinovici

Atualmente, são produzidos diversos tipos de combustíveis e, com tantas opções no mercado, fica difícil saber qual as características de cada um. Conheça os principais:

Gasolina comum:

Este é o principal combustível de carros de passeio no Brasil. Tem percentual obrigatório de 27% de etanol anidro em sua composição, octanagem mínima de 87 IAD (índice antidetonante) e 50 ppm (partes por milhão) de teor máximo de enxofre.

Gasolina aditivada:

Os aditivos presentes na gasolina comum ajudam a melhorar a lubrificação dos componentes e o desempenho do motor. O indicado é abastecer com aditivada, pelo menos, a cada três ou quatro tanques. Ela promove uma limpeza no motor que gera economia de combustível e acaba emitindo menos poluentes na atmosfera.

Gasolina premium:

Possui alta octanagem, 25% de etanol anidro em sua composição e é indicada para veículos potentes e com alta taxa de compressão, como esportivos de luxo. Ela permite melhor aproveitamento do potencial do motor, no entanto, o veículo deve ser capaz de identificar a gasolina de alta octanagem.

Gasolina formulada:

Ela não é adulterada e sim feita a partir de sobras de combustível comum, que depois são misturadas a produtos químicos (cerca de 200 outros componentes) para aumentar seu rendimento. Embora a qualidade seja inferior à gasolina comum, sua venda é autorizada pela ANP (Agência Nacional do Petróleo).

Etanol:

No Brasil, ele é feito a partir da cana-de-açúcar que, segundo a ANP, oferece mais vantagens energéticas e econômicas. O teor mínimo de etanol é de 94,5% e apresenta uma octanagem maior do que a gasolina, permitindo um melhor aproveitamento do motor, no entanto, é consumido mais rapidamente.

Etanol aditivado:

É anticorrosivo e conta com aditivos que promovem a limpeza e proteção dos bicos e sistema de injeção, no entanto, como os veículos flex já vêm com esse tipo de proteção, alguns especialistas o consideram dispensável.

GNV (Gás Natural Veicular):

Seu principal componente é o metano. Ele é mais barato e polui menos, mas é preciso que o carro seja desenvolvido para o GNV, os adaptados não são tão bons.

Diesel:

Ele é derivado do petróleo e é um dos combustíveis mais vendidos no Brasil. Formado principalmente por átomos de carbono, hidrogênio e em baixas concentrações por enxofre, nitrogênio e oxigênio, sua principal vantagem é o elevado rendimento energético da combustão.

Diesel S-10:

Possui teor máximo de 10 ppm, é mais caro que o diesel comum, polui menos e é adequado para as novas tecnologias de controle de emissões dos motores a diesel, fabricados a partir de 2012.

Diesel Aditivado:

Contém um pacote multifuncional de aditivos, com detergentes dispersantes, anticorrosivos e antiespumantes que atuam durante o abastecimento, reduzindo o tempo de parada e garantindo total enchimento do tanque.

Diesel Premium:

Oferece melhor desempenho e ajuda a proteger o motor. Possui número maior de cetano (hidrocarboneto que mede a qualidade da ignição do óleo diesel), mínimo de 51, enquanto o diesel S-10 tradicional apresenta mínimo de 48.

Saiba mais:

Saiba o que é gasolina formulada:

http://www.widmen.com.br/dicasautomotivas/saiba-o-que-e-gasolina-formulada/

Dicas sobre a troca de óleo do carro:

http://www.widmen.com.br/dicasautomotivas/dicas-sobre-a-troca-de-oleo-do-carro/

Open chat