21 2461-0300

Câmbio manual x câmbio automático: qual escolher?

Câmbio manual x câmbio automático: qual escolher?

A escolha entre câmbio manual e câmbio automático ainda gera dúvida entre os consumidores. Há quem prefira o manual, para ter maior controle sobre o carro e há quem prefira o automático para maior comodidade. Para saber qual é o modelo ideal para cada motorista é necessário levar em conta os prós e contras de ambos.

Antes, o câmbio automático era considerado equipamento para carros de luxo, mas hoje vem ganhando muitos adeptos e tornou-se item opcional dos modelos mais populares. Os grandes engarrafamentos cansam os condutores e a facilidade em não usar a perna esquerda para trocar as marchas atrai pelo conforto.

A estrutura do câmbio automático é mais complexa e pode ter 3,4,5,6,8 e até 9 velocidades, mas pode variar de acordo com a necessidade do veículo. As mudanças de marchas são realizadas por pressão hidráulica e controladas pelo módulo eletrônico e corpo de válvulas, atuando em pacotes de embreagens e freios, variando assim, as possíveis relações das engrenagens internas.

O câmbio manual continua a ser a principal opção do mercado. O motorista tem mais controle sobre o carro, consegue ultrapassar melhor e a manutenção é mais em conta, no entanto, requer mais reparos. O sistema do modelo manual é formado por um conjunto de engrenagens que permite ao condutor regular a velocidade e o torque apropriado à condução. As marchas vão de 1 a 5 e adotam o padrão “H” (para frente, ré e ponto-morto).

Principais vantagens do câmbio automático:

– Redução da fadiga ao dirigir

– O motorista fica mais atento ao trânsito

– Mudança suave de marcha

– Seleção automática das velocidades apropriadas

– Maior vida útil dos componentes da transmissão

Principais desvantagens do câmbio automático:

– Preço elevado

– Manutenção mais cara

– Geralmente, possui maior gasto de combustível (estimativa de 15% a mais que o manual)

Principais vantagens do câmbio manual:

– Maior esportividade e autonomia

– Grande oferta de peças de reposição

– Manutenção mais barata

Principais desvantagens do câmbio manual:

– Exige mais reparos em sua vida útil

– Exige mais do condutor (é mais cansativo)

– O uso incorreto de marchas provoca maior consumo de combustível, queima da embreagem e danos ao motor

Depois de colocar todos os pontos na balança e escolher o modelo de câmbio mais apropriado, é importante dirigir sempre com cautela, principalmente se o câmbio automático for desconhecido para o motorista e não esquecer de realizar a manutenção periódica em uma oficina mecânica especializada como a Widmen, presente no Rio de Janeiro.

Por: Gabriela Rabinovici

A escolha entre câmbio manual e câmbio automático ainda gera dúvida entre os consumidores. Há quem prefira o manual, para ter maior controle sobre o carro e há quem prefira o automático para maior comodidade. Para saber qual é o modelo ideal para cada motorista é necessário levar em conta os prós e contras de ambos.

Antes, o câmbio automático era considerado equipamento para carros de luxo, mas hoje vem ganhando muitos adeptos e tornou-se item opcional dos modelos mais populares. Os grandes engarrafamentos cansam os condutores e a facilidade em não usar a perna esquerda para trocar as marchas atrai pelo conforto.

A estrutura do câmbio automático é mais complexa e pode ter 3,4,5,6,8 e até 9 velocidades, mas pode variar de acordo com a necessidade do veículo. As mudanças de marchas são realizadas por pressão hidráulica e controladas pelo módulo eletrônico e corpo de válvulas, atuando em pacotes de embreagens e freios, variando assim, as possíveis relações das engrenagens internas.

O câmbio manual continua a ser a principal opção do mercado. O motorista tem mais controle sobre o carro, consegue ultrapassar melhor e a manutenção é mais em conta, no entanto, requer mais reparos. O sistema do modelo manual é formado por um conjunto de engrenagens que permite ao condutor regular a velocidade e o torque apropriado à condução. As marchas vão de 1 a 5 e adotam o padrão “H” (para frente, ré e ponto-morto).

Principais vantagens do câmbio automático:

– Redução da fadiga ao dirigir

– O motorista fica mais atento ao trânsito

– Mudança suave de marcha

– Seleção automática das velocidades apropriadas

– Maior vida útil dos componentes da transmissão

Principais desvantagens do câmbio automático:

– Preço elevado

– Manutenção mais cara

– Geralmente, possui maior gasto de combustível (estimativa de 15% a mais que o manual)

Principais vantagens do câmbio manual:

– Maior esportividade e autonomia

– Grande oferta de peças de reposição

– Manutenção mais barata

Principais desvantagens do câmbio manual:

– Exige mais reparos em sua vida útil

– Exige mais do condutor (é mais cansativo)

– O uso incorreto de marchas provoca maior consumo de combustível, queima da embreagem e danos ao motor

Depois de colocar todos os pontos na balança e escolher o modelo de câmbio mais apropriado, é importante dirigir sempre com cautela, principalmente se o câmbio automático for desconhecido para o motorista e não esquecer de realizar a manutenção periódica em uma oficina mecânica especializada como a Widmen, presente no Rio de Janeiro.

Saiba mais:

Conheça as diferenças entre câmbio automático e câmbio automatizado:

http://www.widmen.com.br/dicasautomotivas/conheca-as-diferencas-entre-cambio-automatico-e-cambio-automatizado/

Motores de injeção direta: mais potência e economia:

http://www.widmen.com.br/dicasautomotivas/motores-de-injecao-direta-mais-potencia-e-economia/

 ]]>

Open chat